Zé Branco também jogou no Vitória da Bahia

zeMarcos Luiz Gama da Silva – Zé Branco – é filho do Sr. Manoel Messias Ribeiro da Silva e de Dona Josefa Pereira Gama, nasceu em Itororó a 09 de outubro de 1966, foi criança completamente entrosada com a gurizada do seu tempo, estudou no Centro Educacional de Itororó e nas peladinhas recreativas que jogava na quadra de esportes do colégio. Logo despertou sua vocação para lidar com a pelota no pé. Foi convidado por Weste Tulica para jogar na equipe do Brasil da Rua Itabuna de Futebol Infantil e dali, assim como aconteceu com outros atletas de Itororó, também saiu para jogar na equipe do Cometa de Itapetinga, isto por volta do ano de 1981, onde permaneceu por três anos.

Em 1984, já com a certeza que dominava a redonda com uma certa maestria, partindo, principalmente em diagonal com ela dominada sobre uma velocidade quase sempre não alcançada, Zé Branco participa da equipe do Cosmos Futebol Clube e aí se faz um excelente jogador de futebol como centroavante matador. Com estas qualidades, logo foi convocado para preencher com sucesso o principal onze da seleção de Itororó e depois para as seleções de Itapetinga, Macarani, Ibicaraí, Itajuipe e de Ilhéus. Naquela cidade jogou também nas equipes do Colo-Colo e no Ilhéus Atlético Clube, times que disputavam acesso para o Campeonato Baiano de Futebol.

Quando seu amigo César Cardoso foi fazer teste no Botafogo do Rio, Zé Branco foi junto e também passou no apronto para jogar no juvenil daquela agremiação carioca no ano de 1985. No ano de 1986, voltando a seu estado foi titular do time de profissionais do Vitória da Bahia, mas também não se adaptou em terras distantes e retornou a Itororó onde ainda participou de algumas partidas pelo selecionado local e depois abandonou de vez o futebol para montar uma loja de material esportivo e instalar uma escolinha de futebol que se chamava Criando Asas para Voar.

Sua melhor experiência no terreno esportivo foi jogar pela seleção de Ilhéus onde foi bem recebido, não só pelos desportistas e torcedores, mas também por jogadores famosos como: Dico Maradona ex Fluminense do Rio, Marcelino ex-jogador do Bahia e tantos outros que reconheciam seu futebol como de bom para ótimo. Dos jogadores de futebol que viu jogar, o que mais lhe impressionou foi exatamente o César Cardoso com quem viajou para o Rio de Janeiro, por ser um grande atleta, com um potencial futebolístico único e uma simplicidade seguida de uma humildade que poucas pessoas têm. “Não fez carreira como profissional porque se envolveu com mulher e bebida, perdendo as grandes oportunidades que o futebol quis lhe oferecer. Não tenho a menor dúvida de que se ele continuasse jogando bola seria um grande nome nacional. Por isso, recomendo aos jovens iniciantes no futebol que evitem influências negativas se quiserem chegar ao ponto mais alto do futebol ou de outra qualquer modalidade esportiva” – disse ele..

Marcos Luiz Gama da Silva é casado e tem um filho que gosta mais de andar a cavalo do que de jogar futebol. Hoje, aos 46 anos, ele vive do comércio com sua bela boutique dos esportes no centro da cidade de Itororó.

* Miro Marques é escritor, historiador e radialista

jornakdimensao@yahoo.com.br

Um comentário para “Zé Branco também jogou no Vitória da Bahia”