Vulcabras|azaleia investe na qualificação de 230 novos profissionais da área de manutenção

A Vulcabras|azaleia esteve entregando no último domingo, 3, no auditório da Escola Modelo, certificados de conclusão de cursos de qualificação profissional técnica na área de manutenção elétrica, mecânica,hidráulica, pneumática, refrigeração, entre outras, para 230 colaboradores da empresa que passaram mais de um ano estudando pela CEPEP – escola particular de cursos técnicos profissionalizantes. Na solenidade, estiveram presentes o gerente geral da Bahia, Adair Francisco Nobre de Souza, o engenheiro de segurança e gerente do Sesmt, Emílio Frota, Viviane Gomes, supervisora de Recursos Humanos e o engenheiro Marcos Santos, gerente de Divisão de manutenção da empresa.

Durante a solenidade, foram escolhidos 10 alunos para receberem no palco seus certificados, momento de emoção, satisfação, reconhecimento e alegria para os concluintes.

Ao usar a palavra, o engenheiro Marcos Santos, gerente de Divisão, agradeceu a presença do pessoal do setor de treinamento e à diretoria e gerência geral da Vulcabras|azaleia que possibilitou organizar aquele momento. Fez agradecimentos também ao engenheiro de segurança Emílio Frota, que teve a idéia de trazer uma escola técnica profissionalizante para a cidade e conseguiu no Ceará a CEPEP, que montou aqui uma filial com esse fim. “Um agradecimento especial aos instrutores dos cursos, pois muitos deixaram suas famílias e o conforto de seus lares, para se dedicarem aos cursos que foram ministrados aos colaboradores da empresa. A emoção de estar aqui com um grupo tão grande é enorme, alguns já estão conosco há bastante tempo e nem consigo expressar o quanto é importante este encontro com todos vocês”, disse Marcos Santos, lembrando que não é qualquer escola que reúne em seu auditório um número tão grande de pessoas qualificadas em cursos técnicos profissionalizantes. “Quando a gente quer as coisas acontecem. Quando caminhamos em busca do profissionalismo, a gente chega à realidade. E este momento é grandioso e importante para todos nós, principalmente porque estamos em uma cidade ainda com dificuldades no que diz respeito ao seu nível educacional profissionalizante. Somos nós mesmos que devemos criar as possibilidades e não as deixar passar. O CEPEP foi mais um degrau na vida de vocês e agora é hora de dar um passo rumo ao profissionalismo. Neste momento, nós não estamos esperando, nós estamos fazendo. Vocês são a grande massa e eu estou emocionado com o trabalho que vocês estão conquistando. Que a nossa busca de formar profissionais esteja apenas começando. Todo conhecimento adquirido é bagagem profissional de cada um e que ninguém pode nos tirar”, acrescentou Marcos ao falar para o grupo.

 

Tempo de mudança

Viviane Gomes, supervisora de Recursos Humanos, que falou em nome do setor de RH da empresa, elogiou a determinação de todos os concluintes e disse acreditar que saberão colocar em prática da melhor maneira possível os novos conhecimentos. “Sei do trabalho árduo de vocês e vejo este como um momento de mudança, de novas perspectivas de trabalho. O certificado que agora levam para casa é o reconhecimento da qualificação que conseguiram. Parabéns e sucesso a todos”, disse a representante, acrescentando que novos cursos já estão sendo agendados para o próximo ano.

 

Projeto de valor

O engenheiro Emílio Frota, gerente do Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho – Sesmt – e responsável técnico pela capacitação e qualificação dos profissionais da Vulcabras|azaleia também fez uso da palavra dizendo de sua satisfação e alegria por participar do projeto que beneficiou os funcionários do setor de manutenção da empresa. “Hoje estou duplamente alegre por ser o dia do meu aniversário e por ter participando desta ideia de proporcionar a vocês treinamento qualificado, estando neste exato momento presente aqui neste auditório, no dia em que também comemoramos com êxito o projeto de qualificação de mais de 200 profissionais da área de manutenção, o que prova que a Vulcabras|azaleia não mede esforços para qualificar os seus profissionais de todos os setores da empresa. Vejo vocês de certa forma também recebendo um bom presente, pois são agora profissionais qualificados com reconhecimento nacional, pois concluíram cursos com este reconhecimento apesar de nossa cidade não ter recursos técnicos para qualificação de profissionais na área de manutenção, mesmo tendo um dos maiores parques industriais de calçados da Bahia. A Vulcabras|azaleia mais uma vez inovou ao trazer um pacote completo de cursos técnicos em parceria com o CEPEP”.

 

O valor da qualificação

O gerente geral da unidade da Bahia, Adair Nobre de Souza, depois de parabenizar a turma, deixou um conselho: “É preciso que todos agora reflitam se tiraram o máximo de aproveitamento dos momentos em que estiveram em sala de aula e busquem adquirir ainda mais conhecimentos, pois esta é a única coisa que ninguém nunca nos tira. Estejam sempre prontos a se aprimorarem, dispostos a trabalhar qualquer hora, pois não adianta esperar um lugar ao sol se não tivermos espírito de luta. E lembro ainda aos instrutores e chefes de setores da empresa, que por mais conhecimentos que se tenha, é preciso ter negociação com quem se trabalha. Vejo aqui muitos jovens e vejo também o futuro. Que esta solenidade seja mais um passo que vocês estão dando em busca de mais conhecimentos e oportunidade de trabalho”.

 

Com conhecimento e agradecidos

O funcionário Antonio Floriano de Jesus Almeida disse que já recebeu até agora 12 certificados de conclusão de cursos e que ainda está fazendo o curso técnico profissionalizante de eletrotécnico, que possibilitará a cada um dos alunos habilitação para assinar projetos e um número do Crea. “Tenho uma gratidão muito grande com relação a essa certificação, pois quando a empresa resolve investir na capacitação técnica de todo o grupo de manutenção, ela está fazendo um investimento na pessoa, pois o conhecimento é o maior bem que um ser humano pode ter, junto com a razão”, disse o trabalhador que tem 53 anos e se acha com apenas 12, tempo de trabalho que tem dentro da Vulcabras|azaleia. “E isto é sério, me sinto com 12 anos de idade, que é o meu tempo de serviço na empresa. Foi a partir daí que eu nasci para ser um profissional, pois a empresa me ajudou a conseguir minha formação e qualificação técnica. Cheguei aqui para ser faxineiro e nem isto sabia fazer e hoje sou um coordenador do setor de infraestrutura e instalações elétricas e já com a qualificação técnica. Para chegar até aqui foi preciso muita perseverança e também agradecimento à empresa, que investe na gente e quer o nosso retorno. Devo muito à Vulcabras|azaleia. Quando comecei a trabalhar não tinha casa e hoje, sou qualificado e já tenho casa e um carro, graças a Deus”, disse ele, emocionado.

Marcos Santana, que trabalha na Vulcabras|azaleia e mora em Itororó, também se mostrava bastante satisfeito com os certificados recebidos no domingo. Segundo ele, os trabalhadores que tiveram a mesma oportunidade que ele, de conseguir a qualificação, precisam ser agradecidos e buscar ainda mais conhecimentos. “Na nossa região o que temos mesmo é trabalho e bem pouca qualificação profissional. Nós precisamos saber aproveitar e valorizar estas oportunidades, pois se olharmos de Itabuna a Conquista não vemos uma outra empresa que possa empregar um número tão grande de pessoas. Precisamos dar mais valor ao que temos aqui e lutar para melhorar as condições de vida e de conhecimento. Moro em Itororó, venho para cá todos os dias, pago apenas R$ 0,50 por mês de transporte, pouco mais de R$ 2,00 pela alimentação por mês e recebemos ainda mensalmente uma cesta básica. Agora, melhor ainda, temos a oportunidade de estudar, conseguir ser um profissional qualificado”, disse o rapaz, que é mecânico.

Foram qualificadas 230 pessoas em eletromecânica, além de técnicos em operação de caldeira e refrigeração. Depois da solenidade, todos se reuniram em um coffe break.

E a Vulcabras|azaleia não pára por aí. Segundo o engenheiro Emílio Frota, um planejamento anual já foi elaborado para começar a ser colocado em prática em 2012, a fim de oferecer capacitação e treinamento para os diversos setores da fábrica, pois a empresa acredita que um profissional qualificado irá render e atender com qualidade e produtividade os anseios da organização e principalmente a eliminação dos acidentes com os colaboradores.

 

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário