Um desabafo…

modelo 1Esta semana Itapetinga perdeu um jovem funcionário da Vulcabras|azaleia, vítima de acidente. Fábio Freitas se dirigia ao seu local de trabalho e ao tentar desviar a sua moto de um cavalo que se encontrava em via pública próximo a empresa perdeu o controle do veículo caindo no chão, vindo a falecer dias depois no Hospital de Base em Vitória da Conquista.

Este fato lamentável me deixou profundamente triste, pois muito bem conhecia o jovem Fábio Freitas, de origem humilde, mas cheio de sonhos e projetos para o futuro. Fábio era um leitor de mão cheia e adorava Filosofia. Escrevia também com muita facilidade e sonhava em ser professor de história, chegando a concluir o curso recentemente, tendo estagiado no Colégio Polivalente.

É mais um jovem que tem sua vida ceifada e seus sonhos interrompidos! Tudo isso graças à inércia e irresponsabilidade de nossos dirigentes municipais, pois esse problema com animais soltos em vias públicas não é nenhuma novidade. Muitos outros perderam a vida nestes últimos anos e nós lamentamos e aguardamos providências serem tomadas e nada!

Com muita freqüência presenciamos animais pastando tranquilamente até em lugares inusitados como o paço municipal, ou melhor, na porta da prefeitura. Também é muito comum presenciar outros animais no Parque da Lagoa como se ali fosse um grande mangueiro público e nem o jardim do Hospital Cristo Redentor é poupado como vi recentemente.

A população fica indignada, faz fotografias, posta nas redes sociais como fez semana passada o professor Wagner Brito, outros denunciam, pedem providências, clamam por mudanças e numa demonstração de incompetência e falta de amor pela população, nossos governantes nada fazem e nem se pronunciam.

Estamos fartos de tantas mazelas, de tanto desmando com a coisa pública. A falta de segurança em nossa cidade é geral! Semana passada uma professora amiga, ao sair de um evento na Loja Maçônica às 21 horas, foi assaltada em plena Alameda Rui Barbosa, tendo os seus pertences levados de forma violenta e isso já virou rotina em Itapetinga. Falta sensibilidade, falta força de vontade, falta vontade política.

Sinto falta de uma época que tínhamos prefeitos mais presentes e que em momentos de crise convidava Promotoria Pública, Polícia Militar e Civil, mais representantes da sociedade para juntos buscarem soluções para o problema. Hoje tenho escutado com muita frequência que nossa querida Itapetinga anda entregue ao acaso e ao descaso. Lamento quando nas minhas andanças escuto referências negativas sobre Itapetinga e me lembro do tanto que nossa amada cidade já foi prestigiada.

Esta semana perdemos o jovem Fábio Freitas e a pergunta que me faço é: até quando iremos viver na corda bamba da insegurança? Com a palavra os nossos dirigentes municipais, que pelo que me consta as preocupações são outras. Enquanto isso a população sofre.

Aos familiares de Fábio, o nosso pesar e nossas orações para que Deus possa confortar os corações dilacerados pela dor da perda. Descanse em paz, Fábio!

 

Manoel Neto

Pedagogo, Especialista em Meio Ambiente e Desenvolvimento, Coordenador do Núcleo 3 do Programa Despertar – SENAR, Colunista Social do Jornal Dimensão e Coordenador do Programa Amigos da Leitura

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário