Tributo a São Félix marcou a semana

prato do dia

O artista plástico Júlio de Souza Barbosa, que este mês completaria 87 anos se vivo estivesse, recebeu homenagens no I Tributo a São Félix, acontecido no dias 25 e 26. As homenagens começaram com um Ciclo de Palestras nos Colégios Agro Industrial e José Marcos Gusmão, com o poeta e ativista cultural Valdêique Oliveira e com o professor Eduardo Fiscina (poeta de cordel, cangaçologo e historiador). E na quarta-feira, 26, foi realizada uma caminhada que teve concentração em frente ao Colégio Estadual Agro Industrial e percorreu a Avenida Cinquentenário, passando pelas Praças Dairy Valley e Augusto de Carvalho, finalizando na Praça São Félix (antiga Rótula dos Pioneiros).
Lá os participantes fizeram um círculo em volta da praça e aproveitaram o ensejo para o plantio de algumas mudas de rosas e outras espécies. Os familiares de São Félix se emocionaram durante todo o trajeto da Caminhada, sendo recepcionados pelos organizadores e a juventude que compareceu em massa.
“A realização deste Tributo é uma forma de mantermos viva a memória de nosso artista São Félix e ao mesmo tempo é um ato de cidadania. Dar um pouco de nosso tempo para nos lembrarmos daquele que praticamente viveu toda a sua vida com a missão de embelezar Itapetinga, é muito gratificante e precisa ser cativado”, disse o professor Eduardo Fiscina, que proferiu palestras no Ginásio Agro Industrial e no Colégio José Marcos Gusmão.
Valdêique Oliveira, um dos idealizadores do Tributo, não escondia sua emoção ao ver que o intuito de movimentar a comunidade estudantil e também envolver parte da sociedade itapetinguense teria dado certo. “Perdemos São Félix da pior maneira possível, fruto de uma violência. Ao fazer este Tributo a nossa intenção é não apenas registrar o quanto ele nos faz falta e o quanto somos agradecidos por tudo de belo que aqui ele deixou, mas também alertamos a juventude sobre os perigos da violência e cobrarmos das autoridades competentes justiça no caso de São Félix”, registrou.
Nilton Barbosa, um dos filhos de São Félix, visivelmente emocionado e ao lado dos irmãos e amparado por amigos, disse não ter palavras para agradecer a homenagem a seu velho pai. “Nada do que eu disser poderá registar a emoção e o agradecimento que nós da família de São Félix estamos sentindo. Sabendo o quanto ele é querido e amado é que nos conforta e ajuda para que agüentemos a dor da sua perda e a saudade que tante nos sufoca. A todos, nosso muito obrigado”, disse Barbosa.
O ato de homenagem contou com apoio da Secretaria de Educação através do Departamento de Cultura, o Instituto Novo Rumo, o Departamento da Juventude e também dos familiares de São Félix.

Tags: ,

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário