Transparência: presidente da Câmara reúne a imprensa para falar do Concurso Público

Na manhã da última sexta-feira, 23, o presidente da Câmara de Vereadores de Itapetinga, João de Deus (PMDB), reuniu representantes da imprensa local para passar detalhes sobre o concurso público para provimento de cargos na Casa Legislativa. Em companhia do vice-presidente vereador Marcos Gabrielli (PT), e do 1º secretário vereador Fabiano Bahia (DEM), João de Deus fez esclarecimentos sobre alguns pontos ligados ao concurso.

O edil iniciou a coletiva se lembrando que o último concurso realizado pela Câmara foi em 2002 e que atualmente a instituição possui apenas nove servidores efetivos e um grande déficit funcional. “Anteriormente a Câmara funcionava em um espaço menor. Com a mudança para um local maior e definitivo, foram criados novos departamentos e ainda os gabinetes dos vereadores, fazendo-se também necessário aumentar o número de servidores para dar conta do necessário”, enfatizou João, explicando ainda que a decisão de realizar o concurso já existia desde a época da gestão do vereador Marcos Gabrielli, mas que só pôde se concretizar agora sob sua presidência, depois de criada a estrutura administrativa da Câmara, oferecendo assim mais 18 vagas, nos mais variados cargos e com salários compatíveis com o orçamento da Câmara.

“E também preocupados com a legalidade e com a transparência do concurso, nós formamos uma comissão especial para acompanhar todo o processo. A comissão é formada por representantes de vários segmentos de nossa sociedade, como Rotary Club, na pessoa de Haroldo Pereira de Almeida; Loja Maçônica, através de Robert Araújo Silva; Sindicato dos Servidores Públicos Municipais tendo como representante Rita Adriana da Silva Reis e da OAB Tiago Nolasco Andrade. Dinã Gomes de Oliveira é a representante da Câmara dentro da Comissão Especial”, explicou João.

 

Empresa idônea

Outra preocupação que a Câmara de Vereadores teve foi a de fazer uma cuidadosa análise dos nomes de empresas convidadas a participar do processo licitatório na modalidade Carta Convite. Oito delas foram consultadas como a CESPE, Fundação Carlos Chagas, AOCP, Consultec, Cefet, Fundação Getúlio Vargas e a Universidade Estadual de Feira de Santana.

“Houve então o comparecimento de duas empresas, a AOCP e a Cefet, sendo a primeira a que melhor apresentou a proposta de preço mais vantajosa para a administração pública. Os envelopes com as propostas foram abertos na presença dos representantes da sociedade”, frisou o vereador, acrescentando que a Empresa AOCP é de Maringa-Parabá, apresentando grande capacidade técnica na realização de concursos em vários estados do país.

 

Muitos inscritos

A princípio a expectativa era de que pelo menos 1.500 pessoas se inscrevessem, mas o número foi ainda superior, chegando a 2.117 candidatos. As provas estão em princípio agendadas para o próximo dia 16 de dezembro. O concurso terá prazo de validade de 2 anos – sendo este o prazo legal que a Câmara tem para convocar os aprovados.

 

 

 

 

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário