Seminário discute EJA e Cidadania em Itapetinga

Uma homenagem feita pelos alunos do quinto semestre do curso de Pedagogia à professora Ângela Porto, em demonstração aos valores aprendidos sobre a atuação do pedagogo e a Educação de Jovens e Adultos (EJA), deu início ao Seminário “O Resgate da Cidadania” na noite da quarta-feira, 22, no campus da Uesb de Itapetinga. Cerca de trezentas pessoas, entre discentes e egressos dos cursos de licenciatura da universidade, alunos e professores das escolas do município prestigiaram o evento.

O professor Elson Lemos realizou a palestra “EJA resgatando a cidadania”, na qual fez um histórico sobre as políticas de incentivo ao EJA e se descalçou para lembrar a platéia movimentos sociais em prol da educação, como o “De pé no chão também se aprende a ler”, em 1961, no Rio Grande do Norte. Para Lemos, “seminários como este trazem a consciência a sociedade sobre esta temática que precisa ser debatida, em como articular essa educação no contexto político local, a fim de organizar melhor essas políticas para atender a este público específico”.

A professora da disciplina EJA e orientadora do seminário realizado pelos discentes do quinto semestre, Ângela Porto, relatou sua experiência como ex-aluna: “voltei a estudar com 30 anos de idade, e eu não parei no ensino médio, mas no início do ensino fundamental, e em dez anos consegui chegar à universidade e ser docente. Por isso, é importante para mim que estes alunos e futuros docentes vejam o papel deles na sociedade enquanto educadores de jovens e adultos, sabendo que qualquer ato de despreparo pode destruir sonhos, e se hoje estou aqui é porque os meus professores não destruíram os meus sonhos”.

De acordo com a discente do curso de licenciatura em Biologia Viviane Natalliee da Silva Menezes, “foi de grande valia o seminário, não só pelo aprendizado, mas pela oportunidade de assistir o desempenho destes alunos em sala de aula, de ver como é importante para eles aprenderem”. A discente do curso de Pedagogia Neide Pereira da Silva, VI semestre, falou sobre a experiência com a disciplina: “é fascinante ver essa demonstração de como é possível aprender e como é possível crescer na educação por meio da EJA”.

As informações são de Érica Bomfim.

 

Um comentário para “Seminário discute EJA e Cidadania em Itapetinga”