Programa Despertar: sensibilizando alunos e comunidades rurais

sdvfghO Senar – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural tem como missão desenvolver ações de formação profissional rural e atividades de promoção social voltadas às pessoas do meio rural, contribuindo para sua profissionalização, sua integração na sociedade, melhoria na sua qualidade de vida e para o pleno exercício da cidadania. Instituição privada, das mais respeitadas no Brasil, é mantida pelos produtores rurais e tem como foco buscar desenvolver as aptidões das pessoas, sempre focada em valorizar e formar o homem do campo seja ele produtor ou trabalhador, bem como seus familiares.

O Senar mantém desde 2005 o Programa Despertar, de educação ambiental voltado para as escolas do campo que tem como objetivo a formação de uma consciência ecológica, a fim de alavancar mudanças comportamentais relacionadas ao meio ambiente, à saúde, à ética e ao trabalho e consumo.

Presente em 52 municípios da Bahia, o Programa se divide em núcleos, facilitando assim o acompanhamento e orientação das ações. Nossa região está no núcleo três, compreendendo os municípios de Itarantim, Itapetinga, Itororó, Firmino Alves, Barro Preto, Itajú do Colônia, Ibicui, Iguaí e Nova Canaã, sendo coordenado pelo Pedagogo Manoel Neto, sendo que cada uma dessas cidades tem um coordenador municipal.

Tendo como metodologia a Pedagogia do Projeto, o programa se mantém em parceria com as secretarias municipais de educação, através de um termo de convênio assinado com os prefeitos municipais. A coordenação de núcleo tem como objetivo dar suporte aos coordenadores municipais garantindo o bom andamento do Despertar. Várias ações são desenvolvidas nas escolas rurais, sensibilizando alunos e comunidades para um bom relacionamento com os recursos naturais, preservando o meio ambiente.

Todos os professores dos municípios que aderiram ao Despertar, assim como os coordenadores municipais recebem diversas formações por ano por parte do Senar, além de material didático para os alunos. No último dia 26, aconteceu o 1º Encontro de coordenadores do Núcleo 3, no Centro de Formação do Senar que funciona dentro do Parque de Exposições Juvino Oliveira, gerido pelo Sindicato Rural. O encontro teve como objetivo fazer uma avaliação do programa em seus respectivos municípios, além de traçar metas para este segundo semestre de 2013.

Tudo foi organizado com muito carinho para que os visitantes se sentissem acolhidos, iniciando com um café da manhã. O encontro teve a participação de Edson Diego, diretor financeiro da FAEBE – Federação da Agricultura e de André Sanches, da Confederação da Agricultura. Márcia Viana, representante do Sindicato Rural, falou em nome do presidente Adriano Alcântara, dando boas vindas aos visitantes, ressaltando o papel do Senar na formação do homem do campo e incentivando os municípios a solicitar os diversos cursos disponíveis.

Em seguida, cada representante municipal fez um balanço do programa em seu respectivo município apontando os avanços, entraves e ações desenvolvidas. No geral foi muito boa a avaliação uma vez que pela fala dos coordenadores, percebe-se o empenho dos professores em junto a suas comunidades desenvolver ações reflexivas com relação ao meio ambiente. Durante o encontro foram definidas ações para o segundo semestre como Dia de Campo, Grupo de Estudo do Despertar, e Concurso Municipal. Também foram avaliadas as formações municipais e estaduais realizadas nos municípios entre os meses de maio e junho, que na opinião dos presentes foi momento decisivo no crescimento profissional de cada um. No mês de setembro acontecerá o Intercâmbio de Experiência Pedagógica e Dia de Campo do Programa Despertar junto com a Exposição de Jacobina, onde será discutido o tema “Educação para o Desenvolvimento Sustentável!”.

Logo após, os participantes seguiram para o Maison Bella Vista, onde participaram de um almoço festivo e foram recepcionados por Sueli Oliveira, proprietária da fazenda Bela Vista que cordialmente contou parte da história do Recanto Indiano para os visitantes. Foi momento mágico, onde todos ficaram encantados com a beleza do local.

Para Manoel Neto, coordenador do Núcleo 3, o evento foi um sucesso, uma fez que houve interação entre os municípios, cada um contando suas experiências, facilitando assim a socialização de idéias. Para o Pedagogo , “Trabalhar Educação Ambiental é trabalhar a vida, pensando nas gerações futuras que precisarão de um planeta equilibrado e saudável, sendo assim cada um de nós precisamos mudar nossas ações”. No final do encontro muita saudade e a certeza de que o despertar segue no caminho certo.

É uma prática do Despertar plantar árvores e quatro mudas de árvores nativas foram plantadas no Juvino Oliveira.

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário