Prefeito de Macarani retorna ao cargo…

padrão destaqueO Prefeito Antônio Carlos Macedo Araújo (Carlinhos), do PMDB, reassumiu, na tarde da última quinta-feira, 21, o comando da cidade de Macarani, por determinação do Ministro Henrique Neves, do Tribunal Superior Eleitoral, que concedeu liminar no sentido de suspender a eficácia de todos os acórdãos proferidos pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia nos quais o prefeito e sua vice Elza Soares de Souza tiveram seus mandados cassados.

O caso teve inicio no dia 15 de setembro do ano passado, quando durante um evento na campanha eleitoral apoiadores do então candidato à reeleição Carlinhos saíram às ruas vestindo camisas amarelas, o que havia sido proibido pela Justiça Eleitoral. A decisão da Juíza Eleitoral de Macarani, que não acatou a representação da Coligação concorrente que pedia pela cassação do registro da candidatura de Carlinhos, terminou sendo modificada pelo Tribunal Regional Eleitoral por 4 votos contra 3, e o prefeito acabou sendo afastado do cargo no último dia 7 de novembro, tendo assumido a prefeitura o presidente da Câmara Paulo Jorge Sousa Novato, conhecido como Jorge Motos. No entanto, a vice prefeita Elza Soares já havia entrado, no último dia 12, com pedido de liminar no Tribunal Superior Eleitoral, para que a decisão do Tribunal Regional fosse suspensa até que o Tribunal Superior julgasse Recurso impetrado por ela mesma. Ao decidir sobre o pedido de liminar, o Ministro Henrique Neves acatou o pedido da vice prefeita para suspender a eficácia dos acórdãos proferidos pelo Tribunal Regional, e, assim, a decisão da Corte Eleitoral Baiana que cassou o mandato de ambos, prefeito e vice prefeita, deixou de ter efeitos.

Na mesma decisão, o Ministro determinou a imediata recondução do Prefeito Antonio Carlos e da vice prefeita Elza Soares às funções de seus cargos. Na quinta-feira, 21, o prefeito, que se encontrava em Belo Horizonte, viajou para Macarani e recebeu o cargo que lhe foi transmitido pelo presidente Paulo Jorge Novato, o qual retornou à presidência da Câmara.

Em nota que, ainda em Belo Horizonte, o prefeito Carlinhos mandou divulgar nas rádios locais, pediu que “não houvessem manifestações em passeatas ou carreatas” porque “o momento é de reflexão”.

Mesmo assim, populares foram até a prefeitura para cumprimentá-lo pelo retorno.

Tags:

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário