Parque da Lagoa: pescaria de carnaval e peixe de 36 quilos no anzol!

Pelo segundo ano consecutivo o Parque Poliespotivo da Lagoa, o cartão postal de Itapetinga, foi liberado para pesca durante o feriado de carnaval. Foi grande o número de pessoas durante os três turnos do dia, disputando o melhor espaço para tentar fisgar os peixes que vivem no local, alguns bem graúdos por sinal, que podem ser facilmente vistos quando alimentados pelos visitantes à base de pães e pipocas.

Segundo o secretário de Meio Ambiente Carlos Leôncio, durante o período nenhum imprevisto foi verificado no local e a surpresa com o surgimento de peixes grandes era motivo de reunião de um considerável grupo de curiosos. “Mais uma vez deu certo a nossa intenção de proporcionar às pessoas que não viajam nesse período ou que não têm outra opção, momentos de lazer com a pescaria”, comentou o secretário, que acompanhou de perto alguns momentos em que peixes grandes foram fisgados.

O jovem Juninho, que ano passado pescou um tambaqui de mais de 28,5 quilos, este ano conseguiu fisgar um de 11. Por sua vez, o funileiro Roberto Pereira dos Santos, morador do bairro São Francisco de Assis, bateu o recorde da temporada de pesca carnavalesca, puxando no anzol e molinete um tambaqui de 36 quilos.

“Valeu a pena ficar na expectativa e ver depois o fruto do esforço do pesca. Foram quase 45 minutos de luta com o peixe, até conseguir trazê-lo para fora da água. Eu cheguei lá por volta das 19h do sábado e às 22h tive a sorte de fisgar o graúdo”, contou o pescador, que diz usar apenas um anzol e o molinete para pescar. “Vi que outras pessoas usam a linhada, que é uma linha com mais de 10 anzóis colocados ao longo da extensão da lagoa, para tentar pescar mais peixes, mas sinto que com um anzol só é que o prazer de pescar tem mais sentido e gosto”, comentou o rapaz, que teve a ajuda de Márcio, um italiano que é casado com um de suas primas, para conseguir tirar o pesado peixe da água, utilizando um coador de pescaria.

A pesagem foi feita em uma das bancas dos açougues da feira do bairro Primavera, na presença de testemunhas. A isca usada por Robertinho foi uma salsicha.

 

Semana Santa

O secretário Carlos Leôncio disse que a pesca vai estar liberada por ocasião também da Semana Santa, o que já se tornou tradição na cidade.

 

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário