Negócios da Exposição de 2013 superaram os do ano anterior

adrO presidente do Sindicato Rural de Itapetinga, Adriano Alcântara, assessorado pelos demais diretores da executiva, Marcelo Ferraz e Eder Rezende, estão fazendo as últimas contas para chegarem aos números oficiais de negócios feitos durante a 43ª Exposição Agropecuária. Otimista, Adriano diz que a equipe já começou a preparar a próxima e avalia positivamente o evento deste ano.

 

Jornal Dimensão – Terminada a Expô 2013, o que podemos contabilizar de negócios positivos?

Adriano Alcântara – Ainda não temos o fechamento definitivo dos números, porém podemos adiantar que tivemos um volume de negócios muito expressivo, certamente superior ao do ano passado. Basta citar como exemplo o leilão dos criadores, realizado no domingo à tarde, no qual foram ofertados mais de 1.300 bezerros de corte com venda de quase 100% dos lotes.

 

J.D. – Sabemos que nem sempre o programado sai 100% na hora da execução. No que diz respeito à estrutura do Parque ou realização de algum evento dentro dele, algo ficou a desejar para o presidente e como poderá ser sanado nas próximas?

 

Adriano Alcântara – À primeira vista nada ficou abaixo do que pretendíamos. É claro que nos bastidores da festa há muitos imprevistos que nos exigem muita agilidade, presença de espírito, e iniciativa para resolver. Mas o importante é que conseguimos atender a todas essas necessidades, com o empenho de uma equipe muito dedicada, e felizmente a Exposição se apresentou bonita e muito bem organizada.

 

J.D. – A feira de Negócios Sebrae tem sido uma parceira interessante do SRI. Que avaliação você faria do movimento e organização deste ano? A Feira realmente é um atrativo à parte dentro da Exposição Agropecuária?

 

Adriano Alcântara – Sim, é um grande atrativo, pois é nela que oferecemos uma grade de cursos muito ampla, capaz de dar qualificação profissional variada à mão de obra e aos empreendedores locais. Na verdade não se pode mais imaginar nossa exposição sem a feira de negócios e capacitação do Sebrae, que já se consolidou como um evento à parte, muito procurado e de grande destaque.

 

Jornal Dimensão – Os leilões e a comercialização de gado nos currais. O julgamento de bovinos e eqüinos – Como transcorreram essas atividades?

 

Adriano Alcântara – Tivemos o Leilão União das Raças, com o gado Gir e o Mangalarga Marchador, na sexta feira, o Leilão Aliança, com o gado Nelore e o Mangalarga, no sábado, e o Leilão dos Criadores complementado com Leilão de gado leiteiro, no domingo. Todos foram muito bem realizados, com volume de vendas muito expressivo. O mesmo aconteceu nos currais, com grande lotação e vendas de quase todos os expositores que lá estiveram. Isso mostra a força de Itapetinga no cenário da pecuária baiana, pois conseguimos esse volume de negócios no período mais difícil possível, quando enfrentamos aquela que já pode ser considerada a pior estiagem da história.

 

Jornal Dimensão – Foi registrado algum incidente durante a realização desta mostra de pecuária?

 

Adriano Alcântara – Nesse ano tivemos uma atenção diferenciada com a segurança do evento. Contratamos duas equipes de seguranças diferentes, uma para cuidar apenas das portarias e outra para circular na parte interna do Parque. Além disso, também contratamos um grupamento do corpo de bombeiros para plantão 24 horas. Também tivemos um posto médico com ambulância, o Juizado da Infância e da Adolescência e a presença ostensiva da Polícia Militar, com stand em local nobre do Parque de Exposições. Mas felizmente nenhuma ocorrência foi registrada para que se pudesse usar todo esse aparato. Tivemos notícia apenas de um pequeno curto circuito em um poste próximo à área do rodeio ocasionando um princípio de incêndio, mas a equipe de brigadistas estava a postos e rapidamente controlou a situação, o que demonstrou a eficiência de todo esse sistema de segurança que foi montado.

 

Jornal Dimensão – Na abertura oficial do evento, vimos uma forma muito interessante sua de aglutinar os colaboradores da realização da Exposição em turma única, sem distinção de classe ou cargo. Nos fale sobre esta sua forma de trabalhar e se realmente surte resultado.

Adriano Alcântara – A Exposição é uma realização do Sindicato Rural de Itapetinga, mas ela não tem dono. Na verdade a Exposição é nossa, é do povo de Itapetinga, pois representa o evento mais tradicional, mais querido e mais aguardado de nossa região. Por isso todos são importantes para sua realização, do mais humilde prestador de serviços a mais importante autoridade. Essa mensagem foi passada na cerimônia de abertura, quando estava presente pela primeira vez na história um representante oficial do Ministro da Agricultura. Tanto ele quanto a mais discreta faxineira têm igual importância, cada um no seu cargo, cumprindo seu papel. Só assim se faz uma Exposição de sucesso.

 

Jornal Dimensão – Nos conte um fato inusitado que tenha acontecido durante esta Exposição que lhe chamou a atenção.

Adriano Alcântara – O que mais me tocou aconteceu na terça feira à tarde, durante a preparação do Parque para a abertura que aconteceria à noite. Veio uma chuva muito forte causando alguns transtornos na fileira de toldos organizados na Baixada Fluminense, onde funcionariam as barracas de lanches. Uma senhora veio até mim me mostrando que a enxurrada tinha lhe derrubado um caldeirão de amendoim que já estava cozido, pronto para ser vendido. A aflição dela me mostrava o quanto aquele prejuízo representava. No dia seguinte, não sei como, com tanta coisa por resolver, algo me fez lembrar dela. Encomendei uma leva de amendoim e fui pessoalmente lhe presentear, desejando-lhe sorte e muitas vendas durante a Exposição. Jamais esquecerei o que o semblante agradecido daquela mulher me disse naquele momento…

 

Jornal Dimensão – Mais algo a acrescentar?

 

Adriano Alcântara – A Exposição Agropecuária de Itapetinga é muito mais do que um simples evento de negócios. Ela é um marco na nossa cultura e na nossa história. Por isso é que há tanto envolvimento em sua realização, com todas as pessoas participando ativamente. É muito gratificante poder dar nossa modesta colaboração para que isso aconteça, juntamente com nossa equipe, nossos diretores, amigos expositores, e a comunidade em geral. É realmente uma realização conjunta, uma conquista de nossa cidade. Quando me perguntam qual a melhor Exposição de todas, nossa resposta já está pronta: a próxima! Esse é o espírito de nossa equipe. Que venha 2014 com a 44ª Exposição Agropecuária de Itapetinga, que já começa a ser preparada desde agora.

Um comentário para “Negócios da Exposição de 2013 superaram os do ano anterior”