Na Valedourado e OAB

Na Valedourado

Em atenção aos trabalhadores da primeira indústria da cidade, Kátia Espinheira e Gilson de Jesus estiveram presentes na tarde da segunda-feira, 17, na Valedourado (antiga Leite Glória), visitando as instalações e discutindo com os trabalhadores suas propostas de governo.

Os funcionários demonstraram sua preocupação o futuro de Itapetinga, principalmente com a geração de empregos, pois afirmaram enfrentar dias difíceis na empresa que passa por uma fase de recuperação judicial, sentindo certo temor pelo futuro. Também demonstraram sua indignação com o descaso pela obra da Avenida Júlio José Rodrigues, que continua interminável e incompleta após de 4 anos de ingerência da administração municipal. A poeira afeta diretamente a produção da empresa que é alimentícia e precisa redobrar o seu cuidado por conta de contaminações diversas.

A esperança da renovação encontrada nas palavras de Kátia Espinheira, trouxeram aos trabalhadores o acalento, com a certeza que o seu empenho pessoal e como gestora, preocupada com os empregos da Valedourado e pelo futuro fomento da Secretaria de Indústria e Comércio, serão os provedores da perspectiva de um futuro melhor para a nossa cidade.

 

Na OAB Itapetinga

Atendendo a um convite da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, Kátia Espinheira compareceu na tarde da segunda-feira à subseção itapetinguense para um encontro com advogados, Conselheiros Seccionais, Conselheiros Representativos e representantes das entidades participantes do Conselho Representativo das Instituições de Itapetinga – CRII, interessado em conhecer as propostas da Coligação Itapetinga em Boas Mãos.

Durante o encontro iniciado às 17 horas Kátia, discursou de forma fascinante sobre sua biografia pessoal e política. Justificando a sua candidatura e destacando sua propostas nas áreas de Saúde, Educação, Segurança Pública, informando a futura composição do seu governo, dando destaque à importância da criação de uma Secretaria da Indústria, Comércio e Turismo, passo crucial para a fomentação de empregos e a reabertura da Secretaria de Cultura, hoje segregada a uma pasta pelo governo atual, e a também instituição efetiva de uma Secretaria de Planejamento, pois não é possível que uma Prefeitura possa existir sem planejar.

 

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário