Mutirão contra o mosquito da dengue em Bandeira do Colônia

Sem título-2Durante toda a semana foi grande o número de pessoas procurando a UPA – Unidade de Pronto Atendimento e também o Hospital Cristo Redentor queixando-se de sintomas da Dengue, Chicungunya e Zica vírus, cujo transmissor é o mosquito Aedes aegypti. Em um só dia, há informações de que 150 pessoas se apresentaram em uma unidade de saúde com os sintomas da virose.
No distrito de Bandeira do Colônia, pertencente a Itapetinga e que faz fronteira com a vizinha cidade de Itororó, o caso era de quase calamidade pública, com muitas pessoas acamadas e em busca de socorro médico. Visando dar um suporte ao local e aplicar larvicida, bem como orientar a população sobre como combater o foco do mosquito, os Agentes de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde fizeram um “Mutirão de Combate”, reunindo ainda integrantes das Secretarias de Transporte, de Educação, Infraestrutura e da FUNASA – Fundação Nacional de Saúde. O mutirão realizou ações de limpeza em terrenos baldios, tratamento focal dos domicílios e esgotamentos, análise das larvas coletadas e coleta de sangue na unidade de saúde, de pacientes com suspeita de Dengue, Zica ou Chicungunya. Foram feitas ações de educação em saúde nas ruas, nos domicílios e escolas, mostrando a importância da prevenção e cuidados para que a população juntamente com os agentes de endemias, pudessem contribuir para a não proliferação do mosquito.

Fumacê
Ainda na sesta-feira, a partir das 17h, os agentes de endemias realizaram o fumacê, utilizando a “máquina costal”, aplicando o inseticida nos locais onde foram notificados casos suspeitos e confirmados das doenças, dando um suporte maior na eliminação do mosquito.
O esforço conjunto, segundo representantes da secretária de Saúde, vai continuar até que todo o distrito tenha sido atingido pelas ações de combate ao mosquito.

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário