Morre o ex-jogador Nego Luiz

modelo 1Vítima de complicações com a saúde, Nego Luiz faleceu na última quarta-feira, 15, e foi velado por parentes e amigos no Cerimonial Pax Perfeição.
“Zilú” foi o nome dado a Luzi Carlos Souza Oliveira, pelo ex-técnico do Esporte Clube Bahia, Dom Fleitas Solich.
Ele nasceu em Itapetinga à Rua Tiradentes, no centro da cidade, em 26 de abril de 1950. Filho de Terêncio Fernando Oliveira e Genésia de Souza Rocha, de uma família de 7 filhos, sendo 6 homens e uma mulher.
Iniciou-se na carreira de futebol nas escolinhas do Vasco de Adonias e no Botafogo de Zildo Carvalho.
Nos anos de 67 a 69 esteve defendendo a Seleção de Jequié como amador. Porém, na seleção de Itapetinga jogou apenas um amistoso quando Garrincha esteve aqui na cidade;
Em 1971 foi levado para Salvador para defender as cores do Esporte Clube Bahia, e lá ele se profissionalizou, ficando por dois anos.Em 1974 foi transferido para a Sociedade Esportiva Palmeiras, em São Paulo, onde jogou ao lado de Ademir Daguia, Leão, Luiz Pereira e outros mais, ficando também por dois anos, sendo depois vendido para o Grêmio de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, onde ficou mais uma temporada.
Em 1978 mudou-se para o estado do Espírito Santo, para Linhares, onde desta vez foi defender as cores do Industrial Capixaba, juntando-se a outros jogadores de Itapetinga como José Carlos (Pelecotó), Sissi, Dito e Valdo.
Em 1979 acontece a inesperada morte de seu pai. Ficando frustrado e por não ter visto o seu genitor pela última vez, parou de jogar bola aos 29 anos.
Aqui, chegou a dirigir o time do Fluminense do Camacã e tinha o sonho de ser dirigente da Seleção de Itapetinga.

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário