Jovem é suspeito de cometer suicídio com uso de medicamento antidepressivo

Por volta das 18h desta segunda, 17, o plantão central da DTI recebeu uma informação de um caso de suicídio na Rua Salvador, Centro, envolvendo um jovem de 25 anos de idade, que teria dado cabo à própria vida, através de uso demasiado de medicamento antidepressivo.

O investigador Sisnande Mendes, o perito criminal Dr. José Carlos, o perito técnico Carlos André e o auxiliar de necropsia Bruno Gama se dirigiram ao endereço da vítima do suposto suicídio.

No interior da residência em um dos dormitórios foi encontrado o corpo já sem vida sobre uma cama, do jovem Ícaro Vilas Boas Rezende Marinho e Souza, 25 anos, natural de Salvador, filho de Rui Marinho e Souza e Denilde Vilas Boas Rezende Marinho.

No interior do quarto foram encontradas várias cartelas de medicamentos antidepressivos. Na mesa do computador foi encontrado um bilhete com os seguintes dizeres: “A Vida é assim, tudo termina como uma piada sem Graça, desculpe-me”.

De acordo os familiares, o jovem foi acometido de um problema de saúde e fazia uso de medicamento antidepressivo. Após perícia no local, o corpo foi removido pela Polícia Técnica para ser submetido à autopsia no IML de Vitória da Conquista, conforme B.O Nº 4470\2012.

 

Comoção

O velório do jovem Ícaro aconteceu na 1ª Igreja Batista de Itapetinga, onde um grande número de amigos e parentes foram levar à família enlutada palavras de conforto, acompanhando em seguida o cortejo fúnebre até o cemitério local.

 

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário