Grupo Pau de Arara, 40 anos – 1ª parte

modelo 1Todos os livros, que até o momento foram escritos sobre a história de Itapetinga, ficaram com uma lacuna enorme. Os autores se concentram mais em pesquisar as questões ligadas aos desbravadores e política. A arte e cultura, artistas e grupos artísticos, especialmente, nem são citados. Apenas uma revista lançada a mais ou menos quinze anos, por Dilson de Oliveira, enquanto responsável pelo setor municipal de cultura, teve esse cuidado e atenção com alguns artistas. Não temos nada escrito, por exemplo, sobre o Grupo Pau de Arara, que completa em 2016, 40 anos de existência.
Era o ano de 1976, em pleno regime militar. Neste ano foi promulgada a Lei Falcão, que impedia o debate político nos meios de comunicação, em 24 de junho. Jovens itapetinguenses, inconformados com o regime político, lutavam em favor de uma sociedade justa, democrática, através de movimentos estudantis. E para isso, estavam todos ligados ao CEITA (Centro dos Estudantes de Itapetinga), que tinha comissões de diversos setores. Dentre elas, a Comissão de Cultura. Esta desenvolveu ações, como lançamento de livro e Semana de Cultura, além do empenho contra a ditadura militar.
Segundo Gilson de Jesus, um dos fundadores, foi a Comissão de Cultura, formada por ele, Lídia Rodrigues, Beto Galvão, Miguel Felício e Luiz Nova, que idealizou a formação de um grupo de arte.
Para ele, a formação do grupo se divide em três etapas: a primeira, dos recitais e peças de teatro, a segunda com a transformação em grupo musical, e a terceira, o agrupamento que vem até suas últimas apresentações há cerca de dois anos.
O objetivo era divulgar a cultura popular e através da arte, tentar contribuir com a elevação cultural da cidade.
A estréia aconteceu em 18.12.1976, na quadra da antiga ACI, com o recital “CANTE LÁ, QUE EU CANTO CÁ”, em homenagem a Patativa do Assaré. Participou desse primeiro recital Rui Figueiredo, Renilda e Nete Lemos, Eliete e Janice Farias, Beta Rodrigues, Joilson (Doutor), Nestor Claudio (engenheiro), Netinho (médico), Verônica Rodrigues, Joselito Souza, Zé Magrinho (José Antonio dos Santos), Miguel Felício e Gilson de Jesus.
O Grupo Musical Pau de Arara, sempre teve como proposta principal de repertório, a música regional da Banda de Pau e Corda, Elomar Figueira Mello, Luiz Gonzaga e outros.
Da primeira formação musical participaram: Ademilson Atanásio, Paulo Neto, Luizinho, Edgar Mão Branca, Zé Barbosa, Judite Barbosa, Toninha, Zélia, Graça, Cristina, Gilmar Barbosa, Gilson de Jesus, Eloá e Everaldo (zabumba).
Na 2ª parte, Grupo Pau de Arara, 40 anos, falaremos sobre as peças de teatro e aqueles que chegaram depois, dando um “novo gás” ao grupo, mas não fugindo às origens culturais, como Loló, Juá da Bahia, Teto Machado, Eudete Luiz… Além da programação para o show comemorativo.

Antonio Maciel é pedagogo

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário