Dois pioneiros das exposições de Itapetinga

mofNa terça-feira, 23, a redação do Dimensão teve o prazer de receber dois visitantes importantes para a história das exposições agropecuárias de Itapetinga: o comunicador e locutor de exposições Moacir Figueira e o ex-prefeito e líder político Michel Hagge. Ambos são conhecedores das histórias que alimentam o mais tradicional dos eventos deste município. Michel Hagge fez parte do grupo organizado por Juvino Oliveira para ajudar a erguer os primeiros pavilhões de palhas e caibros que abrigaram os animais trazidos para a primeira mostra de pecuária. Moacir Figueira fez a locução daquela que foi a primeira das feiras de gado na região, que marcou época e se tornou tradição.

O encontro não foi combinado, mas serviu para que ambos matassem as saudades e, como saudosistas que são, relembrassem antigos fatos que estão até hoje muito vivos em suas memórias.

Michel Hagge destaca o empenho dos homens daquela época, para lutar pelo desenvolvimento do município, sem distinção de siglas partidárias. “Tempo em que todos visávamos o crescimento da cidade, o bem estar da comunidade. A lição maior foi a união em torno da construção do Parque de Exposições, fruto do esforço de todos. Uma lição que é preciso ser relembrada a todo momento, de geração em geração, pois foi desse exemplo que Itapetinga se transformou em capital da pecuária baiana” – registrou Michel.

Colecionando títulos

“A voz das exposições” – é com este título que muitas das vezes Moacir Figueira é identificado em Itapetinga. Na noite do lançamento da 43ª Exposição, ele foi o mestre de cerimônia e se tornou praticamente uma atração à parte, abraçado e cumprimentado por dirigentes de Sindicatos, pecuaristas, empresários e representantes da imprensa.

Para a redação de Dimensão ele trouxe uma relíquia: em perfeito estado, a sua primeira carteira de contribuinte da “Associação de Imprensa”, feita em 1954. “Comecei cedo o ofício, com esta agora de maio em Itapetinga, estarei completando 1.091 exposições que participo”, registrou Tio Moacir, como é carinhosamente chamado por todos.

Com 80 anos, diz ele que está na hora de fazer um sucessor e apresentou o jovem Marcelino do Nascimento Castro, que é assessor de comunicação em Planalto, possui uma empresa de publicidade, a Max Publicidade e é webmaster de um site de notícias, além de ser animador de palcos e shows musicais há mais de três anos. “Eu tenho Marcelino na conta de um rapaz de voz educada, experiente e é muito inteligente. Tem tudo para dar continuidade à carreira e está comigo já em algumas exposições, agradando ao público”, completou Moacir Figueira, que estará no jornal especial do Dimensão que circulará na Exposição de Itapetinga, contando boa parte de sua história de mais de meio século dedicados à mostra agropecuária mais importante do interior da Bahia.

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário