Dia Mundial da Síndrome de Down

padrão destaqueEm vários cantos do mundo o dia 21 de março foi comemorado com o objetivo de dividir conhecimento, divulgar e construir novos conceitos sobre a diversidade humana, conhecer o potencial que a pessoa com Síndrome de Down tem e acreditar que é possível o mundo ser de todos. Em Itapetinga esse momento aconteceu na sexta-feira, no espaço da Câmara Municipal de Vereadores nos três turnos, com o mesmo objetivo. O evento faz parte do “Projeto Ser Inclusão”, da Clínica Psicoespaço, que tem à frente a psicóloga Laeddy Ferraz.

Por sete anos consecutivos o projeto acontece, dividindo conhecimento, trazendo profissionais de relevância da área de saúde, educação, jurídica e outras, com a realização de seminários, sessões de cinema na Concha Acústica e os Contadores de Estória para o infantil.

O evento de 2014 foi também aberto ao público. O convite foi feito para escolas particulares e públicas, vereadores, membros da administração municipal, representantes de comunidades vizinhas e a comunidade em geral.

Respeitando a diversidade

Dividido em programação que atingiu os três turnos, o Projeto desenvolvido por Laeddy Ferraz tentou passar para os presentes a importância de se respeitar a diversidade humana. A presença principalmente de estudantes de diversas escolas das várias redes, colaborou para que a psicóloga frisasse que a criança com síndrome de Down pode sim ter uma vida escolar de sucesso. “Desde que estimulada, a criança poderá ter sucesso sim e inclusive existem vários tipos de exemplos de pessoas Down em cursos superiores”, frisou, acrescentando que o educador de uma criança com Down precisa antes de tudo “acreditar que é possível, precisa adaptar o material à criança e ser perseverante, uma vez que a criança com SD aprende mais devagar”.

Com o desejo de que tenha novamente alcançado o seu objetivo com o Projeto, que é o de fazer as pessoas enxergarem que o mundo é para todos, Laeddy Ferraz agradeceu aos apoiadores, aos participantes e se colocou mais uma vez à disposição de quem queria obter mais informações sobre a Síndrome de Down.

Tags: ,

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário