Cidade Violenta

Os dois primeiros meses do ano já estão na conta daqueles que apresentaram casos de violência que chocaram a cidade: depois da fuga de 19 presos em meados de fevereiro, mais quatro fugiram da carceragem do Complexo Policial de Itapetinga na noite de sábado, 25. Um deles, Fábio Batista dos Reis, foi recapturado em um matagal aos fundos da delegacia, quando um policial fazia ronda rotineira por aquele local. A ação do investigador evitou uma fuga em massa dos detentos da Ala II.

Também conseguiram fugir os detentos Rosivaldo Bispo Gonçalves, Danilo Oliveira Lagoas e Washington da Silva Freire. O Complexo Policial tem espaço para deter 11 presos, mas a lotação está próxima de 100.

arqueja, atacado dentro da própria casa

– Nesta sexta-feira, o comerciante Antonio Carinhanha Nunes Silva, “Carqueja”, 73 anos, antigo morador do Ponto Certo, viveu momentos de terror ao ter a sua casa invadida por dois rapazes. Eles estavam armados com uma faca e agrediram o dono da casa a socos e ponta-pés e ainda o acertaram a golpes de faca na testa. Os dois larápios queriam saber onde ele guardava o salário da aposentadoria e colocaram uma corda em seu pescoço para que ele contasse. De posse de R$ 600, eles fugiram deixando o senhor ensanguentado ao lado da faca, um boné e a corda.

Também na sexta-feira outro ato violento marcou o dia: a polícia já tem conhecimento de que quatro rapazes, em duas motocicletas, teriam feito os disparos que vitimaram fatalmente Hicaro Rocha Silva, o “Mobilete”, de 19 anos, em uma rua do Bairro Vila Riachão. O crime tem relação direta com o tráfico de drogas na referida localidade.

Policiais civis durante toda a noite realizaram incursões em bairros da cidade a fim de localizar os criminosos, mas não obtiveram êxito. Os nomes desses rapazes não foram divulgados para não prejudicar as investigações, que estão a cargo do delegado titular, Roberto Júnior.

E ainda na noite de ontem os policiais tiveram a informação de que “Mobilete” era o principal suspeito de ter agredido Antonio Carinhanha (Carqueja) e roubado dele a quantia de R$ 600,00. O crime aconteceu no período da tarde, no Ponto Certo.

Hicaro Rocha Silva morre e deixa uma história recheada de crimes, entre roubos, furtos, tráfico e tentativas de homicídio.

 

Crime no centro

As polícias de Itapetinga foram informadas na madrugada deste sábado, 3, que na Avenida Cinquentenário, nas proximidades da Praça Dairy Valley havia um homem morto, em via pública, vítima de disparos de arma de fogo.

O corpo foi identificado como sendo de Valdicélio Matos Silva, de 37 anos, um velho conhecido da polícia por cometimento de crimes, entre eles, tráfico de drogas e um homicídio.

De acordo com informações preliminares, a polícia descobriu que Valdicélio acabou sendo executado por dois rapazes a bordo de uma motocicleta. Um deles fez três disparos, atingindo cabeça, costas e ombro da vítima.

As informações ainda dão conta de que antes dos disparos houve uma discussão entre Valdicélio e os dois rapazes, ainda não identificados.

Valdicélio era morador do Bairro Lunolândia (Piaba), mas atualmente perambulava pelas ruas, levando uma vida de mendicância.

 

Estupro: policial civil e amigo são investigados

Um policial civil e um amigo estão sendo investigados pela Polícia, suspeitos de terem cometido estupro contra uma jovem de 18 anos. Segundo informações da assessoria da Polícia Civil, o delegado Marcos Vinicius aguarda a conclusão dos exames periciais na vítima e nos acusados para confirmar o crime. Na noite da última quinta-feira, 23, a jovem saiu com os acusados e foram para um bar na cidade. Segundo informações do blog Itapetinga Repórter, os acusados teriam dado à jovem um copo de uísque e que depois acordou em um terreno baldio sem lembrar do que havia acontecido. Ainda segundo as fontes, um funcionário de uma empresa de reciclagem que fica no bairro Vila Isabel encontrou a mulher deitada por volta das 5h com ferimentos no rosto.

 

Tags:

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário