Audiência Pública debate futuro da Bacia do Catolé

modelo 1A Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Vitória da Conquista realizou, na quinta-feira, 15, uma audiência para discutir a preservação de toda a Bacia do Rio Catolé.
O vereador Ademir Abreu, membro dessa comissão, convidou o deputado estadual Zé Raimundo para fazer parte da mesa, tendo em vista seu conhecimento e o trabalho realizado em prol do meio ambiente, quando prefeito de Vitória da Conquista e agora, na Assembleia.

Além de Zé Raimundo e do vereador Ademir, participaram da audiência a Doutoranda pela UFBA, Juliana Oliveira, representando o Ministério Público; Evanildo Pereira Lima, da Embasa; Fabiano Ferraz, do Inema; o secretário municipal do Meio Ambiente, Carlos Teles; e outros vereadores da Casa, que fizeram importantes intervenções.
A audiência buscou reafirmar a necessidade da criação de um Comitê intermunicipal para estudo e preservação da Bacia do Catolé, com representações de Barra do Choça, Caatiba, Planalto, Vitória da Conquista, Itapetinga, Itambé e Nova Canaã. Esses representantes já fizeram reuniões técnicas, elaboraram um plano de atuação, elegeram uma diretoria provisória e estão com agenda marcada com o secretário estadual do Meio Ambiente para o próximo dia 5/11, em Vitória da Conquista.
O representante da Embasa, Evanildo, mostrou todo o trabalho que é feito para preservação das áreas próximas aos reservatórios artificiais de água, conforme legislação em vigor, assim como o valor investido.
Zé Raimundo apresentou dois documentos elaborados em sua administração, a partir do edital Agenda 21, ‘Caminhos do Futuro: cenários para o desenvolvimento sustentável’ e ‘A Conquista do Futuro’, com participação da sociedade civil. “As leis existem. O que precisamos é dar efetividade à legislação. Acredito que deva haver comitês de cada afluente do Rio Pardo. O importante é organizar. Se não houver organização, não é possível captar recursos”, lembrou Zé.

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário