Antecipado o início da vacinação contra a febre aftosa na Bahia

Por conta do período prolongado de seca, que atinge a Bahia, o Ministério da Agricultura (MAPA) acatou o pedido da Secretaria da Agricultura do Estado da Bahia (Seagri) em antecipar a campanha de vacinação contra a febre aftosa. A primeira etapa começou dia 15 e segue até o final de maio.

De acordo com o secretário de Agricultura, Eduardo Sales, o cenário compromete a movimentação dos animais e o manejo do rebanho em busca de alimento, colocando em risco a vacinação contra a febre aftosa dos bovinos e bubalinos na Bahia. Até agora, o governo decretou estado de emergência em 198 dos 417 municípios baianos.

O estado têm 265.441 propriedades com atividade pecuária e desse total, 160 mil fazendas e cinco milhões de animais estão na área afetada pela seca. No total, 11.324.00 milhões de cabeças serão vacinados.

“Ao antecipar o prazo para a vacinação dos bovinos e bubalinos em 15 dias a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) pretende minimizar os impactos da seca no rebanho, garantir a sanidade dos animais com altos índices vacinais sem prejuízo para os produtores e manter a Bahia como status de Livre da Febre Aftosa com vacinação”, explica Emílio Torres, diretor geral da Adab, em entrevista à imprensa baiana.

Os revendedores de vacina já foram oficialmente autorizados a vender as doses para imunização do rebanho baiano.

 

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário