A história de Cândido Sales

Sem título-1O território de Cândido Sales que se integrava ao município de Vitória da Conquista, teve a sua origem no século XIX, com o inicio de um povoamento formado por fazendeiros que ali se estabeleceram e constataram grande movimentação de pessoas naquela localidade e deram inicio a fundação de uma pequena comunidade que, imediatamente, ganhou corpo e o nome de Porto de Santa Cruz. A criação do Distrito de Paz se deu em maio de 1923 pela Lei Municipal nº 256/23. Em 1943, com a transferência da sede distrital para o distrito de Quaraçu, o distrito de Porto de Santa Cruz foi ficando meio esquecido, mas a sua localização privilegiada, às margens da Rodovia Rio/Bahia, sua proximidade com o caudaloso Rio Pardo ali pertinho, vai chamar bastante atenção de muitos investidores que foram se abrigando por ali, acreditando na pujança do lugar, dando um novo impulso ao seu comércio, levanndo de volta à nova sede distrital para o local anterior, isto em 1954, quando se transferiu a sede-Mor, outra vez, para o distrito de origem, e desta vez com o nome de Nova Conquista.
Sua emancipação vai acontecer por meio da Lei/Estadual nº 1670 de 05 de julho de 1962, desmembrada de Vitória da Conquista.
Atualmente, Cândido Sales, tem na zona rural dois distritos que, segundo se sabe, pretendem se emancipar: Lagoa Grande e Quaraçu que, por vontade dos políticos partidários locais, já estão na fila emancipável.
Porém, a nova legislação exige uma população mínima de 8.500 habitantes para que um novo distrito ou vila do Estado da Bahia obtenha sua verdadeira condição emancipatíva. Seria bom que os interessados verificassem essa questão antes de propalarem tais desejos.
Cândido Sales teve o seu desenvolvimento acelerado com a construção da Rodovia Federal Rio-Bahia, sobretudo, com a construção da ponte sobre o Rio Pardo, que corta o Município passando pela zona urbana da cidade.
O nome “Cândido Sales” é uma homenagem a um antigo proprietário de terras da região onde se formou a pequena povoação e foi aprovado pelo Decreto Municipal nº 3.365/1941.
O Dicionário Coogan Larousse em 18 12 1971, descreve que Cândido Salaes, na Microrregião Agropastoril de Vitória da Conquista, contava com uma populaçao de 16.571 habitantes, já somadas às populações das localidades ruralistas, inclusive as povoações que, agora distritos, pretendem se emancipar.
Geografia – Municípios limítrofes: Ao Norte: Belo Campo. Ao Sul Encruzilhada. Ao Leste: Vitória da Conquista e Ao Oeste: Tremedal – Bahia e Ninheira, localidade já pertencente ao Estado de Minas Gerais.
O Rio Pardo banha todo o Município, razão da grande plantação de mandioca e a boa produção de farinha. Sua área territorial atinge cerca de 1.169,829 Km², com população de 27.918 habitantes para uma Densidade Demográfica de 17,26 HP Km².
Localizado no Centrosul Baiano, quem nasce no município de Cândido Sales, é candisalense. Localização: Região Homogênea da Microrregião de Vitória da Conquista. Bioma: Sertão, Cerrado, Caatinga, Mato Cipó, Mata de Larga e Mata Fria.
Altitude de 627 metros ao nível do mar, Latitude de 15 º 30′ 18 ao Sul e Longitude de 41º 14′ 29 ao Oeste. Sua temperatura média é de 21, 06 º C, e o clima predominante é Tropical Seco a Subúmido.
Cândido Sales fica distante da capital 595 Km. CEP 45.157, DDD e DDI 077, Telefonia fixa da OI E Móvel OI e Tim. Corrente elétrica 220 volts, Padroeira Nossa Senhora das Graças e o feriado de aniversário da cidade é dia 06 de julho anualmente.

Dados politicos:
O prefeito do município é Hélio Fortunato, eleito em 2012 com 8.828 votos, um percentual de 58,91% dos votos válidos. Nessa eleição, o candidato do PSB, enfrentou nas urnas a candidata Lôra Pontes (DEM) que substituiu o seu irmão Eduardo Pontes, até então candidato pelo PP.
A Secretaria de Educação é tida como a pasta principal deste município, que apesar da deficiência na área educacional em todo o país, destaca-se nas avaliações feitas pelo MEC.

Economia
o Município de Cândido Sales é grande produtor de mandioca. O município ocupa, atualmente, o 2º lugar no ranking de municípios produtores de mandioca e farinha do Brasil. É também grande produtor de carvão vegetal que abastece, principalmente, a região Sudeste do Brasil.
A região sofre com a falta de chuvas e com os poucos recursos naturais disponíveis. O Município conta atualmente com três agências bancárias, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Bradesco, além de bancos postais que também realizam alguns serviços bancários, como: pequenos empréstimos, pagamento de contas, entre outros, e uma casa lotérica.
Há, também, a quase 2 anos, em funcionamento, uma Agência da Previdência Social, INSS, que atende à população urbana e rural deste município, além de segurados de outras cidades, principalmente Encruzilhada – BA e Divisa Alegre – MG.
O evento de maior prestígio são as comemorações aos folguedos juninos, iniciados no dia 23 de junho e que vão até o dia 5 de julho, aniversário de emancipação política do município; nos treze dias de festa, várias atrações passam pelo palco principal, inclusive cantores e bandas de renome nacional. No ano de 2013, quando se realizou esta pesquisa, foram diversas atrações, tendo maior destaque para Banda Lordão e Leo Magalhães.
Para os evangélicos o evento de maior destaque é a Semana Cultural dos Evangélicos que ocorre no mês de junho, inclusive com um feriado municipal no dia 05 de junho, organizada pela Associação de Pastores da cidade, com apoio da Prefeitura Municipal. No Ano de 2013, teve a participação do cantor Lázaro.

Uma nota: (…) – Trabalho de transcrição histórica dedicado, carinhosamente, ao grande profissional da contabilidade pública da região, sediado em Cãndido Sales, Sr. Manoel Carlos Alves Macedo, um extraordinário companheiro.

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário