Luiz Pereira, morto a tiros

O motorista Luiz Henrique Alves Pereira, 47 anos, bastante conhecido em Itapetinga, foi morto a tiros na manhã dessa sexta-feira, 23, na Cascalheira, trecho entre as cidades de Camaçari e Salvador. A polícia informou que ele foi morto durante uma tentativa de assalto. Em uma moto, foi abordado por ladrões que levaram o seu veículo e ainda atiraram contra ele, fatalmente. Velado em Salvador, também foi enterrado lá.

 

Ponto de drogas estourado na Nova

Uma casa que servia como ponto de drogas foi estourada, na noite desta quinta-feira, 22, pelos PMs do PETO. Pinos de crack estavam no banheiro da casa e embaixo de pedras em frente ao imóvel, localizado próximo de um campo de várzea na Nova Itapetinga.

A dona da casa, Clarice Bispo Novais, de 29 anos, eJordan Carvalho dos Santos, de 19, foram presos em flagrante. Jordan tinha guardado pinos de crack em meio ao mato.

 

Boca de fumo pertencia a traficante

que estava na condicional

Denúncias de populares e o monitoramento do PETO da 8ª CIPM, contribuíram para “quebrar mais uma boca de fumo”, desta feita na Avenida Flamengo, casa de nº 700, bairro Otávio Camões.

A Guarnição Punhos de Aço – chegou ao endereço da denúncia, com todas as informações, inclusive a de que a droga era escondida numa espécie de chaminé paralela à parede do quarto do traficante.

A Guarnição de Ageilson Lima contou com o apoio de outras duas Guarnições do PETO e as Motos da ROTAM, sob o comando dos Tenentes Larissa (Comandante do 3º Pelotão de Itambé) e Paulo Santana (Comandante do PETO).

O sobrado tem uma entrada frontal e conta com uma escadaria que dá acesso ao 1º pavimento, mas a droga era entregue pela janela da sala e o dinheiro era jogado na escadaria do imóvel. Quando da chegada do PETO, o traficante Igor Machado Almeida, 31 anos, residente na Avenida Flamengo, nº 700, bairro Otávio Camões, estava cortando e embalando as cocadas de crack, mas mesmo assim, os policiais desconfiaram que havia mais droga no interior da casa. No quarto de Igor, os experientes policiais militares desconfiaram de um orifício na parte da cima da parede lateral do quarto: tratava-se de um esconderijo construído com a finalidade de ludibriar a polícia.

O traficante auxiliou os policiais a encontrar a droga, depois de utilizar uma marreta e uma talhadeira para arrombar um buraco na referida parede, onde foram apreendidos grande quantidade de droga e dezenas de cédulas de R$ 2, 5,10 e uma de 50 reais. Estavam na casa, o traficante Igor Machado, sua esposa Vilma Costa Soares, 23 anos, e o ex-presidiário Wilson Fernandes de Souza, 36, morador da Rua São Mateus, nº 137, bairro Primavera. Todos foram levados para o Complexo Policial, mas apenas Igor foi autuado em flagrante pelo tráfico de drogas, Art. 33 da Lei Nº 11.343/2006.

 

Vida pregressa:

Igor Machado tem 30 dias que chegou do Presídio de Jequié, onde cumpria pena por tráfico de drogas, vez que havia sido preso anteriormente pela Guarnição de Ageilson Lima, teve direito ao benefício da Condicional e ganhou a liberdade. Disse que não se identifica com outro tipo de trabalho; Que é o dono da droga, mas admitiu de quem comprou a mesma.

 

Produtos apreendidos

63 pinos de crack; uma cocada da mesma droga; quatro aparelhos celulares; A quantia de R$ 161,20, em cédulas de R$ 50, 10, 5, 2 reais e dezenas de moedas.

A Operação de Policiamento Especializado (PETO e ROTAM) da 8ª CIPM empreendeu várias incursões, abordagens minuciosas, rondas ostensivas em todo o município, mas também foi uma resposta ao atentado contra o Policial Militar Ageilson Lima, que na noite da última quarta-feira, 21/11, ao chegar em casa depois de bater o baba, foi surpreendido por um elemento desconhecido que se aproximou de sua casa e efetuou vários disparos em sua direção. O policial conseguiu se desvencilhar, mas não conseguiu identificar o marginal.

 

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário